Jornada de trabalho flexível: quais são as principais tendências

Jornada de trabalho flexível- o que podemos esperar para 2017-

A nossa relação com o trabalho vem mudando drasticamente dos últimos cinco anos para cá. Ficar no trabalho até mais tarde, fazendo serão, cumprindo uma jornada de horas e mais horas extras está se mostrando cada vez mais ineficaz quando falamos de produtividade e desempenho – claro, muitas vezes é necessário ficar até um pouco mais tarde para terminar uma tarefa que não foi concluída à tempo, mas daí transformar esse evento esporádico em rotina é outra história.

Cada vez mais ter uma jornada de trabalho flexível, seja na carga horária ou mesmo substituindo o escritório físico pelo virtual, vem se tornando uma tendência entre empresas e profissionais que buscam um equilíbrio real entre vida pessoal e profissional – e as empresas ganham na redução de custos operacionais e de infraestrutura – Afinal, o nível das tarefas profissionais só tende a crescer ao paço que os compromissos pessoais e familiares continuam existindo quando não crescem também! Por isso, muitas pessoas estão optando por sair do trabalho tradicional em busca de um trabalho flexível.

Sobre esse assunto, Marcelle Yeager, do portal Usnews.com entrevistou Sara Sutton Fell, CEO e fundadora do FlexJobs – um site de busca de empregos especializado em oportunidades de trabalho flexíveis – sobre as principais tendências de jornada de trabalho flexível.

Quais são as maiores mudanças que você testemunhou no mercado de trabalho flexível nos últimos cinco anos?

Houveram mudanças tremendas em termos de quando, onde e como as pessoas estão trabalhando. Nos últimos cinco anos temos visto um grande aumento nas opções de trabalho flexível, fruto da disponibilidade de posições abertas com essa característica e da oferta de candidatos que desejam trabalhar em uma jornada de trabalho flexível. Estamos vendo uma mudança em oportunidades de trabalho que sempre funcionaram no estilo tradicional como diretores executivos, gerentes de projetos técnicos, gerentes de marketing e que agora estão disponíveis no formato flexível. Todos com a possibilidade de trabalharem meio período ou mesmo home office.

O trabalho remoto realmente tem dominado a lista de desejos para profissionais que buscam um melhor equilíbrio entre vida profissional e vida privada.

Na nossa pesquisa anual sobre trabalho flexível, o trabalho home office encabeçou a lista da forma mais desejada de trabalho flexível em todas as nossas cinco pesquisas.

Finalmente, em 2015, a geração millennials  superou os baby boomers e a geração X para se tornar a maior geração na força de trabalho. Este é um grupo de profissionais que veem o trabalho flexível como uma forma padrão de trabalho, ao invés de apenas uma vantagem ou benefício.

Então, eles realmente têm o potencial de mudar a visão das empresas tradicionais para que elas possam oferecer mais oportunidades de trabalho flexível.

Que tipos de programas as empresas desenvolveram para melhor adotar e definir jornadas de trabalho flexíveis?

Quando ouvimos falar de empresas que tiveram sucesso na implementação de jornadas flexíveis, o que todas em tem em comum é a criação de programas que atendem às necessidades de seus trabalhadores em conjunto com os objetivos da empresa.

Algumas empresas como a Dell oferecem programas de trabalho remoto robustos, que  encorajam seus funcionários a trabalharem online tanto quanto possível (estabelecendo metas como 50% de sua força de trabalho ser remota até 2020). Outras empresas como a PwC oferecem um amplo programa de trabalho flexível que inclui horas reduzidas, horário flexível, trabalho online, trabalho compartilhado, semanas de trabalho curtas e períodos sabáticos.

Quais estratégias de trabalho flexíveis têm sido menos bem-sucedidas?

Em nossa experiência, quando vemos uma empresa de renome decidir implantar um  programa de trabalho flexível ou trazer os seus funcionários que estavam remotos de volta ao escritório vemos alguns pontos falhos:

  • Programas informais foram adotados em larga escala sem o planejamento necessário, onde a liderança não está preparada para gerir equipes remotamente. Outro ponto importante é a falta de adesão da alta gerência a esse tipo de política, muitas vezes por terem preconceito ou não se adaptarem a esse tipo de política.
  • As opções de trabalho flexíveis oferecidas não estavam ligadas as metas do negócio ou a qualquer estratégia formal, e os resultados de deixar as pessoas trabalharem com flexibilidade (produtividade, absentismo reduzido, aumento do engajamento) não foram monitorados e medidos. Apenas 3% das empresas realmente acompanham o retorno sobre o investimento de seus programas de jornada de trabalho flexíveis, por isso, incentivamos fortemente as empresas a começar a fazer isso!

Quais são as tendências da jornada de trabalho flexível para ?

63% dos trabalhadores dizem que a jornada padrão de oito horas está obsoleta e 68% esperam  trabalhar remotamente ao invés de  ir diariamente para um escritório (de acordo com uma pesquisa da PwC). Portanto, esperamos mais trabalhos remotos para este ano!

Além disso, as oportunidades de trabalho freelance estão crescendo, por isso, os trabalhadores que trabalham em empregos formais devem estar atentos e abertos para esse tipo de oportunidade. De fato, durante a última década, o número de pessoas que trabalham no formato freelance aumentou em quase 10 milhões de pessoas, segundo o The New York Times.

O que os trabalhadores realmente precisam fazer é aprender mais sobre o que é preciso para ser um freelancer bem-sucedido, para que essa opção de trabalho seja realmente um caminho seguro a seguir nas suas carreiras.

Na sua opinião, o que as empresas  podem fazer para melhorar as politicas de jornada de trabalho flexíveis?

A coisa mais que uma empresa que uma empresa deve fazer ao ter politicas ou ações de trabalho flexível é entender qual é a motivação dos seus funcionários em ter uma jornada flexível. E é necessário entender que nem sempre o funcionário deseja e quer uma jornada de trabalho flexível.  Nem todo mundo quer trabalhar em casa ou mesmo ter uma jornada fora do padrão.

As empresas devem ouvir os seus colaboradores para entender qual é a opinião deles sobre a jornada de trabalho flexível e como ela funcionará na rotina deles. O próximo passo é entender quais são tramiteis legais – no Brasil, por exemplo,  temos um sem número de sindicatos e associações da classe trabalhadora que tem as suas próprias regras que regulam a carga horária das classes trabalhadoras que defendem. Por isso, toda e qualquer mudança na jornada de trabalho tradicional deve ser realizada não só com os colaboradores, mas com os sindicatos que os representam. Uma vez que a empresa está ciente de que a proposição da jornada de trabalho flexível funciona para os seus colaboradores, o próximo passo deve ser criar um modo de implantar essas mudanças ao dia a dia da empresa, fazendo com que haja uma sinergia entre as mudanças propostas e os objetivos estratégicos da empresa, para que tanto os colaboradores quanto a empresa possam se beneficiar do trabalho flexível.

Desta forma, a politica de jornada de trabalho flexível será perpetuada e será vista como uma opção séria e funcional, um investimento estratégico da empresa, e não apenas uma decisão rápida sem qualquer fundamento.

O próximo passo para a força de trabalho é descobrir quais opções de jornada de trabalho flexível existem na empresa atual, e se não existirem e se não houver a intenção de implantar algo do tipo, deve-se procurar por outras oportunidades que proporcionem a flexibilidade que se precisa. As opções para ter uma jornada de trabalho diferente da tradicional são infinitas, podemos ter trabalhos em casa, horário flexível, jornada de trabalho parcial, trabalho compartilhado e semanas de trabalho menores.

O segredo é descobrir que tipo de jornada de trabalho faz sentido para você e ver quais opções as empresas oferecem.

Peopleminin é uma solução multiplataforma de recrutamento e seleção que tem por base o match profissional perfeito, combinando o perfil profissional e comportamental dos candidatos com as vagas existentes no mercado. Em busca do match profissional perfeito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

mautic is open source marketing automation