Currículo e LinkedIn: Por que você precisa dos dois

Cv e LK

Conte a sua história profissional de maneiras diferentes para públicos diferentes.

Certamente a maneira como encaramos a nossa carreira e trabalho vem mudando com o tempo. A nossa relação com o trabalho, a maneira como encaramos as nossas relações profissionais e qual é o significado de carreira são pontos constantes de questionamentos para nós. Acompanhando essas tendências, a própria busca por emprego mudou muito com o advento do Linkedin, que para muitas pessoas é o substituto do currículo tradicional.

No bem da verdade, o Linkedin, assim como o currículo é mais uma ferramenta de apresentação, onde está contida um resumo do histórico e experiências profissionais de uma pessoa. Por isso, ao contrário do que se possa pensar, o Linkedin não é um substituto do currículo, mas sim, mais uma opção de exposição de perfil profissional.

button_quero-um-trabalho-que-faca-sentido-para-mim (1)

A realidade, é que o modelo tradicional de currículo ainda faz parte de todo e qualquer processo seletivo, não importando em qual parte do processo – geralmente, recrutadores e selecionadores utilizam o Linkedin nas primeiras fases dos processos, para encontrar os perfis que são curricularmente aderentes ao que é buscado. Nas fases mais avançadas, em entrevistas presencias e até virtuais, o currículo tradicional acaba sendo a ferramenta mais usada.

Veja mais: Como construir um currículo vencedor

Portanto, ter um currículo bem construído é tão importante quanto ter um Linkedin bem construído. Ambos contribuirão para que a sua busca por um novo emprego seja efetiva e de acordo com as novas boas práticas. O ideal, é que currículo e Linkedin compartilhem algumas informações e se complementem, mas não devem ser idênticos.

[NA PRÁTICA] Ter um perfil completo no Linkedin é a garantia de atração e exposição nas pesquisas realizadas por recrutadores e selecionadores. Esse é o primeiro caminho para que esse tipo de profissional tenha acesso ao seu perfil profissional e solicite o seu currículo tradicional. Por mais avançadas que estejam os processos seletivos e por mais consolidado que o Linkedin esteja e faça parte do cotidiano corporativo, muitas empresas tem sistemas de informação próprios para armazenamento de currículos de candidatos. Isso faz com que elas ganhem agilidade no processo de busca por perfis aderentes aquilo que buscam e isso só funciona com o currículo do candidato.

Veja mais: Por que devo ter sempre o meu LinkedIn atualizado?

Por outro lado, o inverso também ocorre. Você pode enviar o seu currículo para uma empresa e gerar interesse pela sua trajetória profissional a ponto dos recrutadores procurarem o seu perfil no Linkedin para terem mais informações sobre você.

Currículo e Linkedin devem juntos retratar por completo a sua carreira. Uma rápida leitura em ambos deve facilmente revelar a ordem cronológica idêntica da sua carreia; histórico profissional, cargos e títulos profissionais, datas de entrada e saída de cada emprego, atividades realizadas e resultados obtidos, bem como uma leve marca pessoal. Ambos devem demonstrar o seu valor e identidade profissional, de maneira realista e clara.

 

atualizar-perfil-linkedin-800x321[RESUMO x HISTÓRIA] Normalmente, um currículo usual será mais objetivo, com quatro ou cinco linhas por cada experiência profissional contando um resumo de como foi a sua história geral em cada passagem: Qual foi o seu desafio geral? O que você fez para enfrentar esse desafio e quais as consequências do que você fez?

Já no Linkedin, cada experiência profissional pode ser descrita com maior requinte de detalhes, onde é possível mencionar quais foram as consequências das suas ações e quais foram os resultados diretos e indiretos deles. Portanto,  o currículo deve ser encarado como um resumo atraente da sua carreira e o Linkedin como a história da sua carreira – claro, entenda por “história” um breve relato da sua carreira e não realmente uma biografia profissional.

[TAMANHO] De modo geral, um currículo deve ter no máximo 2 páginas, embora em algumas circunstâncias possa ser necessário colocar artigos e trabalhos publicados, e isso pode aumentar consideravelmente o tamanho do currículo. Por isso, por questões de utilidade e usabilidade, o currículo tem um tamanho limitado o que não acontece no Linkedin, onde você pode colocar apresentações, portfólios e até mesmo anexar o seu currículo tradicional.

[FORMALIDADE x SOCIABILIDADE] Seu currículo é um documento formal que atesta que tudo o que está escrito nele é verdade e diz respeito a sua carreira e realizações profissionais. Por isso, a linguagem usada deve ser sempre formal, evitando maneirismos e até pronomes pessoais como “eu”, “ele” e “ela”. Normalmente, o seu público-alvo é limitado a recrutadores e selecionadores, e profissionais de RH que buscam informações especificas nos currículos, por isso, quanto mais específico e direto for o contexto das suas experiências melhor. Outra coisa importante para dizer sobre o currículo, é que o acesso a ele tende a ser bem menor do que o Linkedin e isso deixa explicito a utilidade dele: o currículo é a ferramenta para quem deseja contratar alguém ou ser contratado. Não tem links ou possibilidade de interação com quer que seja.

Veja mais: Como trabalhar com recrutadores e selecionadores para conquistar o seu próximo emprego

Por outro lado, o Linkedin, pela sua própria configuração, oferece maior liberdade de interação e não necessariamente quem tem um Linkedin ativo está procurando emprego. O Linkedin permite interação direta com amigos, colegas de trabalho e ex-gestores. Ele permite com que o tom da comunicação seja em primeira pessoa, então o “eu”, “nos”, “ele” e “ela” são bem vindos. O Linkedin permite a publicação de materiais, compartilhamento de informações, grupos de discussão, indicações de profissionais e etc. Além disso, o Linkedin não é apenas acessado e explorado por profissionais da área de aquisição de talentos, recrutamento ou RH, mas sim por basicamente todo mundo que tenha uma conta ativa.

Veja mais: Referências Profissionais: tudo o que você saber

[CONCLUSÃO] Assim como grandes empresas de marcas globais, você deve saber quais são os melhores meios de comunicação e canais para chamar atenção do seu público-alvo. E se você está buscando um novo emprego os seus públicos-alvo são recrutadores, selecionadores, head hunters, profissionais de RH e quem mais estiver com uma posição aberta e precisar preenche-la. Por isso, as suas informações profissionais devem seguir formatos diferentes, mas nunca apresentar informações desconexas ou irreais, mas sim, devem sempre se complementar. Pense que o Linkedin, assim como o currículo, são apenas ferramentas de exposição para as suas experiências e história profissional. Portanto, ter um currículo bem redigido e um perfil forte no Linkedin é o básico para quem busca um novo emprego e novos desafios.

 

Peopleminin é uma solução multiplataforma de recrutamento e seleção que tem por base o match profissional perfeito, combinando o perfil profissional e comportamental dos candidatos com as vagas existentes no mercado. Em busca do match profissional perfeito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

mautic is open source marketing automation