Como entrevistar o seu novo chefe

Emprego_ Como entrevistar o seu novo chefe

Antes de compartilhar suas opiniões, descubra quais contribuições sua empresa espera de você.

Algo impensável há 20 anos, mas muito comum nos dias de hoje, entrevistar o seu futuro chefe é algo que requer maturidade e o mínimo de preparo e pensamento estratégico. Leia abaixo três boas dicas para realizar essa tarefa de maneira objetiva e corresponder a confiança que a empresa depositou em você.

[DESCUBRA O SEU PAPEL] Ser chamado para participar de uma entrevista ou mesmo de todo o processo seletivo do seu futuro gestor, pode não dizer muito sobre o que esperam de você. Por isso, seja clara e objetivo ao perguntar para o líder do processo qual é o seu papel e qual é a razão de envolverem você no processo. Além de deixar as coisas mais claras, você mostra aos seus líderes que você deseja contribuir positivamente ao processo e não está apenas pensando nos seus próprios interesses.

Geralmente, colocasse os reportes diretos para entrevistarem os seus possíveis gestores por 3 razões:

  • Avaliar a competência técnica dos candidatos. Muitas vezes o gestor acima da posição não consegue avaliar tecnicamente um candidato e nem saber se ele se encaixaria na posição, por isso, a empresa pode pedir que um subordinado avalie tecnicamente o seu possível futuro gestor. Muitas vezes, nem o gestor acima e nem o RH consegue avaliar com exatidão as competências técnicas totais de um candidato.
  • Avaliar se existe aderência entre os candidatos a gestor e o gerido. Quando se tem um time sólido e experiente, as empresas evitam a todo custo colocar a unicidade deste time em risco e a chegada de um novo membro, ainda mais um novo líder, pode colocar essa união em risco. Por isso, é uma saída lógica colocar um ou mais membros da equipe para validar os candidatos a gestor e descobrir se os perfis técnicos e comportamentais combinam.
  • Porém, às vezes o que a liderança deseja é pura e simplesmente a chancela de um ou mais membros da equipe validando o candidato. Sendo um ato muito mais politico do que funcional.

[PREPARE-SE PARA A ENTREVISTA] É importante participar deste tipo de processo de mente aberta e imparcial, estar bem alinhado com o que desejam de você. Pode não parecer para você, mas estar do outro lado da mesa em uma entrevista de emprego é algo bem importante e requer muita responsabilidade.

Não ceda à tentação de gostar de um candidato simplesmente porque ele ou ela é exatamente como você e seus colegas. Lembre-se que diversos conjuntos de habilidades contribuem para tornar uma equipe mais forte no geral. Eles devem ser capazes de complementar a equipe e não simplesmente combinar com ela.

Veja mais: As 3 coisas mais importantes que entrevistadores e selecionadores querem saber sobre você

No entanto, você deve estar atento às formas com que os candidatos se alinham com a subcultura do sue time, como por exemplo: se o candidato gosta de falar, mas o time é formal e não gosta de compartilhar muitas informações, isso pode ser um sinal de que o perfil dele não se encaixe muito bem.  Se participar de um processo seletivo como selecionador e entrevistador for um processo novo para você, não se acanhe. Peça orientações para o RH, eles devem direcionar as suas ações, talvez desde um roteiro básico de perguntas até questões mais práticas como vestimentas e linguajar. Se for o caso, peça para uma pessoa experiente do RH lhe acompanhar na entrevista.

[AVALIE E DÊ O FEEDBACK APROPRIADO] Entrevistar é ouvir e observar. Preste atenção à linguagem corporal e a escolha de palavras dos candidatos. Anote tudo o que achar pertinente. Muitas vezes os trejeitos de um candidato podem dizer muito mais sobre eles do que aquilo que eles dizem.

Veja mais: Como dar um feedback construtivo

Abaixo algumas perguntas simples que você deve se fazer para conseguir ter uma visão clara e real dos candidatos entrevistados.

  • Quão transparente o candidato pareceu nas suas respostas?
  • O candidato/candidata tem os conhecimentos necessários para ocupar a posição?
  • O que sua linguagem corporal e contato visual transmitiram?
  • Como essa pessoa vai te liderar e o restante da equipe?
  • O que eu posso aprender com essa pessoa?
  • Ele ou ela tem empatia?
  • Ele apoiará meu aprendizado contínuo?
  • Essa pessoa me capacitará e colocará minhas habilidades em bom uso?

Quando as entrevistas terminarem, verifique com o líder do processo de recrutamento desta posição que tipo de contribuição sua eles esperam. Apenas para que fique claro, após a entrevista, em algumas empresas os entrevistadores terão uma reunião para compartilhar suas opiniões sobre o candidato, enquanto outras organizações pedem aos entrevistadores que preencham formulários e façam relatórios sobre as suas impressões.

Não compartilhe muito se o seu feedback não for importante ou não foi solicitado. Afinal, você não deveria falar mal de alguém que poderia se tornar seu chefe na próxima semana.

É importante manter sempre o profissionalismo e seguir a orientação que lhe foi dada. Seja cordial com os candidatos apenas. Não seja dura ou inflexível ou mesmo muito receptiva, você está ali para avaliar o seu possível futuro gestor e só. Deixe as camaradagens do dia a dia para candidato escolhido.

Peopleminin é uma solução multiplataforma de recrutamento e seleção que tem por base o match profissional perfeito, combinando o perfil profissional e comportamental dos candidatos com as vagas existentes no mercado. Em busca do match profissional perfeito!
Postado por / 01/07/2018 / 0 Comentários
Tagueado como
Postado em
Carreira, Recursos Humanos
Peopleminin

Peopleminin

Peopleminin é uma solução multiplataforma de recrutamento e seleção que tem por base o match profissional perfeito, combinando o perfil profissional e comportamental dos candidatos com as vagas existentes no mercado. Em busca do match profissional perfeito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

mautic is open source marketing automation