Como avaliar a sua atual relação com o seu trabalho

relação com o seu trabalho

Uma das relações mais importantes que temos na vida é a nossa relação com o trabalho e não importa o que “trabalho” signifique para você. Para algumas pessoas, trabalho é tudo aquilo que é realizado pela pessoa independente do retorno financeiro, para outras o trabalho tem o significado de “emprego” onde se é remunerado em contrapartida a algum tipo de bem ou serviço prestado. Não importa o significado que se dê ao trabalho ou emprego, assim como todas as relações que se tem ao longo da vida, é necessário parar de tempos em tempos e avaliar se a relação é saudável ou não.

Não por um acaso, próximo ao dia dos namorados americano (14 de fevereiro), o site de vagas Monster realizou uma pesquisa onde perguntou aos seus entrevistados qual era a relação atual deles com os seus respectivos trabalhos. 49% dos entrevistados disseram estar abertos a novas possibilidades, 11% disseram que é “complicado” enquanto que 14% disseram que é uma relação “miserável”. 11% disseram que se sentem “seguros e à vontade” e apenas 4% disseram que se “sentem completamente preenchidos” e estão plenamente satisfeitos onde estão e por fim, 11% disseram que nenhuma das definições anteriores classificaria a relação que tem com o trabalho.

Veja abaixo o significado prático de cada uma das relações e descubra se é hora de acabar ou de investir na relação que você tem com o seu trabalho.

É AMOR. Você se identifica com a atividade que você realiza, com a cultura e o lugar onde está. Você faz parte desse lugar e esse lugar faz parte de você. Por mais que as coisas não sejam as mil maravilhas – mas qual relacionamento é? – você se sente feliz e realizado com o trabalho que realiza e o retorno que obtém dele. Se sente motivado para levantar e ir trabalhar a maior parte do tempo, não se preocupa em realizar algumas horas extras ou mesmo trabalhar nos finais de semana quando é preciso.

Às vezes o seu trabalho é tão divertido e legal, que bem, nem parece trabalho!

Se você tem essa impressão do seu trabalho, parabéns! Você deve cultivar esse relacionamento para que ele se solidifique e dure cada vez mais, seja se tornando um profissional melhor, mais capacitado ou mesmo acumulando mais funções e as desempenhando em alta performance sustentável.

ABERTO A NOVAS POSSIBILIDADES. Segundo a pesquisa, quase metade dos entrevistados estão dispostos a ouvir novas oportunidades para conseguirem algo melhor do que já tem. Se esse for o seu caso, comece a ativar a sua rede de contatos e olhar mais atentamente as oportunidades que o mercado pode oferecer.

É SEGURO. Essa é uma relação que tende a ser complicada. Ter segurança e estabilidade sem dúvida alguma são atributos importantes para se ter no trabalho, mas elas andam na linha tênue com a acomodação e a falta de desafio. Geralmente, é no desconforto que o crescimento profissional ocorre, onde se aprimora e se inova mais, pois o lugar onde se está não é mais satisfatório frente aquilo que se deseja alcançar. Algumas pessoas reagem – e até preferem – um ambiente caótico, muitas vezes sem protocolos e processos, mas existem aqueles que têm dificuldades com mudanças e muitas vezes não conseguem prosperar nesse tipo de ambiente.

Para esse tipo de pessoa, um ambiente estável e com uma visibilidade de mudança à longo prazo pode ser o ideal de trabalho e até de carreira profissional.

Mas, se no fundo você se pergunta como seria trabalhar com X ou Y e isso deixa você curioso ao ponto de pensar em mudar de emprego, eu sugiro que comece, de maneira ordenada, buscar aquilo que deseja. Veja, se esse for o seu caso, tecnicamente, você está em uma das melhores posições que um trabalhador pode estar: você não detesta o seu trabalho a ponto de que ele te faça mal, mas deseja algo diferente. Como alguém que está confortavelmente empregado, você pode buscar novas oportunidades com a confiança de que não será demitido ou mesmo que terá que fazer uma escolha impensada ou mesmo sob pressão.

No melhor cenário, você encontra um novo emprego com aquilo que você deseja e que seja seguro.

No pior cenário, você explora as opções que tem com calma e pode perceber que o cenário externo não é melhor do que aquilo que você tem hoje e que talvez o melhor seja esperar até que uma boa oportunidade apareça – e acredite, ela sempre aparece, muitas vezes não momento em que desejamos.

Você deve sempre manter os olhos e ouvidos abertos para futuras novas oportunidades de trabalho que tenham aquilo que você busca.

É COMPLICADO. Relacionamentos nem sempre são fáceis e alguns podem ser mais difíceis do que outros. Podemos entrar naquela roda-gigante onde temos um período de calmaria e paz e outros de tormenta e caos e esse ciclo se repete interminavelmente… de maneira que ele se tornou insustentável. Muitas vezes esse cenário pode ter sido estimulante e inovador, mas hoje ele é desgastante e improdutivo. Esse é apenas um exemplo de um cenário complicado, podemos ter ainda um gestor tóxico ou que não se tem afinidade alguma, um ambiente e cultura em que não há identificação, falta de inovação ou excesso dela, falta de processo ou excesso deles… são inúmeros os motivos que podem levar a um relacionamento complicado.

Tão importante quando identificar um relacionamento complicado é entender a razão de se continuar nele.

Quando algo é realmente insustentável nos o abandonamos.

A pergunta é: O que ainda lhe mantém no atual emprego?

Muitas vezes somos vitimas do que eu chamo de algemas de ouro, onde permanecemos em uma determinada situação por acreditar que temos o melhor dela, quando na verdade esse melhor é o que nos aprisiona e não nos deixa evoluir.

Se a situação do seu relacionamento com o seu trabalho é complicada, a melhor coisa a fazer é procurar um novo emprego o quanto antes.

INSUPORTÁVEL. Você não é bem remunerado, não é reconhecido, não se sente parte da cultura do seu trabalho, não se identifica com as pessoas e nem com o local. Seu chefe é uma pessoa difícil quando não, detestável, você não concorda com a estratégia e decisões que são tomadas, você não se identifica e/ou não se identifica com o tipo de serviço ou bem que o seu emprego oferece, ou TUDO ISSO JUNTO.

Se esse for o seu caso, provavelmente você trabalha apenas para sobreviver e pagar as contas, pois não há nada além disso que lhe mantenha no seu emprego. Muito provavelmente você está infeliz e isso pode afetar a sua vida pessoal e social, quando não, pode ser o fator determinante para as chamadas doenças modernas como stress, síndrome do pânico e até doenças autoimunes.

Comece a procurar um novo emprego hoje. Não hesite. É seu direito ter um trabalho que você goste de fazer e que lhe valorize minimamente – e lembro que valor é um julgamento individual. O que não serve para você pode ser plenamente satisfatório para outra pessoa.

Saiba que há inúmeras oportunidades lá fora! É hora de planejar uma mudança de emprego para um lugar onde você veja valor.

Peopleminin é uma solução multiplataforma de recrutamento e seleção que tem por base o match profissional perfeito, combinando o perfil profissional e comportamental dos candidatos com as vagas existentes no mercado. Em busca do match profissional perfeito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

mautic is open source marketing automation