As 3 coisas mais importantes que entrevistadores e selecionadores querem saber sobre você

Texto - As 3 coisas mais importantes que entrevistadores e selecionadores querem saber sobre você

Preste atenção no seu público para saber qual é a historia que eles querem ouvir

Muitos candidatos ficam em dúvida sobre como expor a sua carreira em uma entrevista. Muitos não seguem roteiro algum e respondem aquilo que é perguntado. Outros decoram um script padrão e seguem um mesmo roteiro em praticamente todas as entrevistas, falando as mesmas coisas, nas mesmas ordens, sem saber se o seu público, que na maioria das vezes é um entrevistador ou selecionador, está interessado naquele tipo de história.

A lição aqui é simples, mas muitas vezes difícil de aprender: preste atenção ao que seu público quer ouvir, e satisfaça as suas necessidades, seja compondo o seu currículo ou sentado em uma entrevista.

O seu currículo é apenas uma parte da sua história profissional. Ele é um apanhado de informações em ordem cronológica que explica a sua trajetória profissional de forma resumida e dentro de um protocolo já previamente estabelecido que facilita o entendimento por parte de quem lê. Porém, o currículo é apenas uma representação formal das suas experiências profissionais, sendo a porta de entrada para oportunidades profissionais, que na maioria das vezes, leva a uma entrevista com um recrutador ou mesmo diretamente com um possível empregador.

Veja também: Currículo e LinkedIn: Por que você precisa dos dois

Ou seja, um bom currículo não é garantia alguma de se conseguir um novo emprego, mas uma entrevista sim. Por isso, é importante saber que tão, ou mais importante, do que um currículo bem diagramado e escrito, é necessário estar preparado para se realizar uma boa entrevista.

Com isto em mente, aqui estão algumas coisas que você precisa levar a sério em uma entrevista:

[QUEM É VOCÊ] Selecionadores e entrevistadores precisam entender rapidamente quem é você, o que você faz e quais resultados alcançou. Claro, eles não precisam saber disso nos primeiros 30 segundos de entrevista, mas é importante que você deixe claro essas informações sobre você.

Veja também: Como falar das experiências profissionais passadas em uma entrevista de emprego

Lembre-se que na grande maioria dos casos, essas pessoas tem uma agenda caótica e devem entrevistar muitos candidatos. Isso faz com que eles tenham tempo limitado para decidir se você tem ou não o perfil que eles buscam. Como complemento, o seu currículo deve ser claro, oferecendo todas as informações pertinentes para que o seu perfil profissional fique claro e facilmente identificável.

Veja mais: Como devemos nos vestir e comportar durante uma entrevista de emprego?

[QUAIS SÃO AS SUAS REALIZAÇÕES] Os empregadores estão interessados naquilo que realmente você é capaz de realizar. Se você trabalha com vendas e marketing, por exemplo, isso significa que os seu sucesso pode ser facilmente mensurado com indicadores e porcentagens. Porém, mesmo que o seu trabalho não possa ser facilmente mensurado por número, porcentagens e indicares, é importante com que você tenha em mente como você pode ser analisado de maneira objetiva e como você pode descreve o valor gerado pelas suas contribuições no seu local de trabalho.

Veja mais: Entrevistas de emprego, você vai a várias mas não consegue uma oferta? Veja por quê.

A grande verdade é que recrutadores e selecionadores não estão preocupados com todos os mínimos detalhes da sua carreira ou mesmo do seu trabalho atual. Eles não estão contratando alguém por conta de todos os detalhes que o candidato não fez no passado ou mesmo no seu atual emprego.

Eles não contratam alguém pela falta de visibilidade das atividades realizadas, e resultados alcançados, mas também pelo entusiasmo e clareza de como as experiências são contadas. Se você não tiver entusiasmo para expor as suas experiências e resultados, certamente o entrevistador duvidará da sua capacidade profissional.

Pergunte a si mesmo:

– Como o seu trabalho pode ser objetivamente mensurado?

– Qual é a real importância do seu cargo para a empresa em que você trabalha?

– Qual seria a consequência para a empresa se o seu cargo não existisse?

Essas são algumas questões simples que podem ajudar você a mensurar objetivamente o seu trabalho, as suas contribuições e realizações.

[QUAL É A SUA HISTÓRIA] Empregadores e selecionadores precisam saber, de forma geral, como você construiu a sua carreira. Eles podem não se preocupar com pequenos detalhes da sua carreira, como algumas passagens no começo da sua carreira, mas em algum momento as coisas ficarão mais especificas e você terá que explicar detalhes sobre as suas movimentações profissionais, atitudes e resultados, e talvez o mais importante, o que te motiva na sua vida profissional.

Veja mais: Entrevista por telefone: Tudo o que você precisa saber para se sair bem em uma

Por exemplo, se você é um profissional com mais de 10 anos de carreira, eles estão interessados por quanto tempo você teve papeis de liderança ou experiência técnica em algo e o quão sólido você é nesses quesitos.

Como forma de orientação nesse assunto, coloque-se no lugar da pessoa que deseja contratar alguém para o cargo que você está interessado e pergunte-se:

– Quais são as principais habilidades, conhecimentos e resultados que você está procurando em um candidato para esse cargo?

– Qual é o perfil comportamental que a posição exige?

Entender esses elementos facilita o tipo de informações que você precisa transmitir aos entrevistadores e selecionadores ao invés de apresentar sempre as mesmas histórias e cases, que por mais que sejam interessantes, podem ter pouca ou nenhuma relevância para a sua próxima entrevista de emprego.

Eduardo Saigh é formado e pós-graduado em marketing pela ESPM. Atuou com sucesso na área de marketing e comunicação durante 8 anos, quando decidiu mudar de carreira e empreender na área de desenvolvimento humano. Após três anos na nova área, aceitou o desafio de fazer a restruturação da área de RH na Hays, uma das maiores consultorias de recrutamento e seleção especializadas do mundo. Atualmente é o head da Elliott Scott, multinacional especializada no recrutamento e seleção de profissionais de RH e sócio fundador da Peopleminin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

mautic is open source marketing automation