4 maneiras de usar Inteligência Artificial em processos seletivos (1)

4 maneiras de usar Inteligência Artificial em processos seletivos

Os processos de recrutamento e seleção estão mudando a cada dia e grande parte dessa mudança vem impulsionada pelo avanço tecnológico. O uso da tecnologia tem como objetivo, não só trazer agilidade aos processos como um todo, mas melhorar a conexão que existe na tríade candidatos, empregadores e recrutadores. É senso comum a existência de um ruído de comunicação entre essas três peças fundamentais na dinâmica de um processo seletivo, que dependendo da intensidade pode se tornar um problema crônico que afeta não só o processo seletivo em si, como o negócio da empresa.

Para fortalecer essa conexão tripla e melhorar a comunicação entre si, candidatos, empregadores e recrutadores podem contar com as mais diversas ferramentas tecnológicas, sendo as mais comuns os chatbots, entrevistas em vídeo, comunicação automatizada e o uso continuo do banco de dados. Existem outras ferramentas a disposição do mercado, mas com certeza, essas 4 são as mais usadas no momento. 

[CHATBOTS] As empresas já usam inteligência artificial nas interações com clientes e até internamente, entre áreas. Agora, as empresas que já dispõe desse tipo de tecnologia, já podem usá-las nas primeiras fases dos seus processos seletivos. A tecnologia chatbot permite que os candidatos façam perguntas e obtenham as respostas a uma série de perguntas em tempo real. As respostas são automáticas e muita rápidas. Tem dúvidas sobre o tempo de duração do processo seletivo ou data de início? É só perguntar.

Os chatbots também podem ser usados para pré-selecionar candidatos, fazendo uma série de perguntas já pré-determinadas e analisando as respostas. Isso garante uma enorme economia de tempo e de recursos durante as primeiras etapas de um processo seletivo. É importante saber que todas as informações e análises realizadas pelos chatbots são revisadas pelo RH.

[ENTREVISTAS EM VÍDEO] Cada vez mais comum nos processos seletivos, a entrevista em vídeo pode ser o próximo passo após você se candidatar para um novo emprego. Entrevistas em vídeo economizam o tempo dos recrutadores, muitas vezes substituindo as etapas intermediárias de triagem, como um contato por telefone. Em alguns casos, a entrevista em vídeo até oferece ao candidato a oportunidade de se preparar melhor para as perguntas, uma vez que ele não está diante de um entrevistador e ambiente tradicionalmente ligados a esse tipo de situação.

Algumas empresas não só utilizam as entrevistas em vídeo, como usam algoritmos que analisam essas entrevistas para avaliar as respostas dos candidatos, expressões faciais, escolha de palavras, velocidade da fala e tons vocais. Se tudo correr como o esperado, os candidatos avançam para as próximas fases do processo, que geralmente, são entrevistas presencias.

As empresas que utilizam esse tipo recurso nos seus processos seletivos alegam que as entrevistas gravadas em vídeo e o uso de algoritmos de analise facial, eliminam o preconceito humano ao mesmo tempo que qualifica os candidatos economizando tempo e recurso para os recrutadores e selecionadores. Para os candidatos que buscam um novo emprego, uma entrevista em vídeo oferece a oportunidade de construir cuidadosamente as suas respostas e exemplificar as suas qualificações e projetos de destaque. Coisa que durante uma entrevista por telefone, pode não acontecer.

O melhor conselho para quem vai participar de uma entrevista por vídeo é certificar-se de estar preparado. Pesquise sobre a empresa, conheça a posição que está pleiteando e certifique-se de gravar a entrevista em um ambiente neutro e profissional.

[COMUNICAÇÃO AUTOMATIZADA] Manter contato com os candidatos leva um tempo significativo. Isso é especialmente verdade para aqueles candidatos que tem o perfil desejado, para estão empregados e não tem uma agenda livre.

Desde o agendamento de entrevistas até o envio de textos pós entrevistas, a inteligência artificial pode automatizar a comunicação aproximar empresas e candidatos. Com certeza, uma das reclamações mais ouvidas por parte dos candidatos e sobre a falta de comunicação com a empresa durante o processo seletivo, e isso pode ser extremamente negativo quando pensamos em imagem de marca empregadora.

Esses pequenos passos de economia de tempo podem ajudar muito a melhorar a maneira como o candidato em potencial vê o empregador. E a maioria dos candidatos a emprego concorda que alguma comunicação é melhor que nenhuma.

[BANCO DE DADOS VIVO] Algumas empresas possuem imensos bancos de dados com milhares de perfis de candidatos em seus sistemas de informação. Muitos desses candidatos, em algum momento, estavam interessados em alguma oportunidade, mas nunca foram contatados. Agora, com o advento de algoritmos que podem analisar e revisar informações com eficiência, esses perfis podem ser reavaliados para novas oportunidades atuais.

Em um primeiro momento, pode-se pensar que revisar o banco de dados seria o primeiro passo de recrutadores e selecionadores quando uma oportunidade de emprego fosse disponibilizada, mas infelizmente não é isso que acontece. Esse tipo de processo, quando feito “manualmente” podem consumir muito tempo e não ser produtivo. Com o uso da inteligência artificial o uso do banco de dados se torna algo recorrente e retroalimentado.

Mais do que nunca, as empresas estão preocupadas com sua reputação e estão procurando maneiras de melhorar a forma como se comunicam os candidatos. Embora a inteligência artificial ainda seja uma novidade, ela vem sendo testada pela área de Recursos Humanos para melhorar a eficiência dos processos de recrutamento e seleção e a qualidade dos seus bancos de dados.

4 maneiras de usar o LinkedIn para encontrar o seu próximo emprego

4 maneiras de usar o LinkedIn para encontrar o seu próximo emprego

Não é segredo para ninguém que o LinkedIn é a maior e mais usada ferramenta de busca por um emprego dos dias de hoje. Através dele é possível conhecer e se conectar com pessoas e empresas do mundo inteiro ao alcance de um clique, é isso é essencial para alguém que não só deseja conhecer novas pessoas e culturas empresariais, mas buscar um novo emprego – quanto maior o seu conjunto de conexões no LinkedIn mais dados você terá à sua disposição para transformar em um valioso conhecimento quando estiver procurando por um novo emprego! Continue lendo 4 maneiras de usar o LinkedIn para encontrar o seu próximo emprego

mautic is open source marketing automation